quarta-feira, 4 de novembro de 2009

" Atos de Fala"


Tomada por leituras e pesquisas constantes sobre o "aborto", suas múltiplas dimensões e complexidades teci os versos abaixo como "ato político linguístico" pelo "direito de decidir". São mais de 1.000.000 ( um milhão) de abortos inseguros realizados por ano no Brasil. Para contrapor a essa cifra: a omissão, o silêncio, a hipocrisia e os "falsos" moralismos. Por um debate e tomada de posição, a partir da perspectiva da Saúde Pública e do direito ao corpo, à individualidade, à intimidade, à própria vida..

" Por onde passa a ditadura da verdade
Rostos e roupas arrancados
Sangue vertido
Devassados direitos
Corpos escondidos...
silenciados
Mutilados
em suas identidades
No direito de existir
E decidir
A quem pertence a vida...
E de que vida
Tanto se fala..."

Poema: Fátima Lima
Fonte imagem: elmariachidiaz.blogspot.com

Um comentário:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir