domingo, 11 de outubro de 2009

" SOBREVIVÊNCIAS"













" Lambe...
Sujo...
O Chão...
Por onde pisa
O povo,
Suores,
Vidas,
Identidades...
Outrora terras de negros...
Tanta judiação..

Lambe...
Sujo ...
O Chão...
Pele cabocla
Entre canções
Olhares,
Risos...
O brilho reluzente
Petrume...
Cheiro de cabaú


Lambe..
Sujo..
A rua..
Da festa..
Da alegria..
Da batalha..
Do dia-a-dia..
Resistências...
Sobrevivências..
De formas de ser..."

Homenagem ao Lambe-Sujo....

Poema: Fátima Lima

Foto: Fátima Lima

Um comentário:

  1. o Lambe-sujo é sem dúvida uma experiência visceral!!!!!!!!

    ResponderExcluir